Feitos de menos que 1 nm de subpó – ditrato – dinada

“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. Romanos 12:2

Quem sou eu? Quem sou eu? Como estou vivendo? Quem sou eu? Como eu sou conhecido? Quem sou eu? Como vou ser lembrado quando for embora? Quem sou eu para Deus?

Não sei com que frequencia você se faz essas perguntas, nem sei para mim mesma, mas ontem ouvindo essa mensagem parei pra refletir e me lembrei de várias coisas.

Quando voei pela primeira vez, foi com um avião pequeno, talvez um cesna. A sensação que tive foi um bem estar inexplicável, e mesmo pequena vi que, por mais que meu pai fosse bem grande do meu lado, nós eramos muito pequenos em relação ao mundo, e mesmo assim Deus me amava e hoje posso ver que continua amando de maneira tabém inexplicável.

Por muitas vezes isso passa despercebido aos nossos olhos. Um simples voo de avião, a escalada de uma montanha, a quantidade de estrelas no céu nos revela que sem Deus não somos nada!

Conversando com minha mãe, ela disse que na faculdade, havia um pastor que dizia para os alunos: nós somos feitos do subpó – ditrato – dinada. Resolvi dar uma adaptada, até porque isso já faz alguns anos rsrsrs. Nós somos  feitos de menos que 1 nm (nananômetro) de subpó – ditrato – dinada. Para quem não sabe, 1 nm é uma grandeza física que comparado a 1 metro é a bilionésima parte de 1 metro, isso quer dizer, quase nada!

Então, como conseguimos achar que podemos viver sem Deus? Como temos coragem de passar a semana toda longe de Deus e somente tirar um dia da semana para dizer que estamos em comunhão com Ele? Com toda certeza do mundo, Deus se importa conosco todos os dias!

Certa vez ouvindo um pastor pregar ele disse: Qual é o seu nome?, e todos respondíamos o nosso próprio nome, mas o que ele realmente queria perguntar é como nós somos conhecidos. Ele citou o exemplo de Alexandre, o grande. Não sei se isso é apenas uma lenda, mas conta a história que Alexandre, o grande,  gostava de honrar o nome dele, e quando  conhecia outro Alexandre, sem postura correta diante das situações, ele deixava a pessoa escolher entre duas opções: ou troca de nome, ou honra o nome com veracidade.

Assim também deve ser a nossa vida cristã. Se nos denominamos cristãos para as pessoas que estão ao nosso redor na igreja, devemos ser conhecidos assim também por onde passarmos, mas não somente da boca pra fora, deve ser algo que fique marcado na nossa identidade, onde niguém tenha dúvida que somos diferentes, não no sentido pejorativo da palavra, mas do verdadeiro testemunho, a verdadeira honra pelo nome de Deus.

Quem sou eu? Quem sou eu? Como estou vivendo?  Como eu sou conhecido? Como vou ser lembrado quando for embora? Quem sou eu para Deus?

Deus te conhece, e sabe de todas as suas atitudes, mas o seu amor e a sua misericórdia não tem fim, e se você deseja mudar de vida e ser lembrado pelas pessoas de modo diferente, hoje é o dia! Não há nada melhor do que estar em comunhão com Deus continuamente.

Caroline Z.

Anúncios

2 comentários sobre “Feitos de menos que 1 nm de subpó – ditrato – dinada

  1. mt bom carol!

    achu q qdo tive noção do tamanho do amor de Deus por nós foi num acampamento ano passado q se chamava Identidade (!!!)… o cara passou um video mostrando a imensidao e maravilha do universo e ai nos diz q apesar d sermos realmente nada perto disso td, Deus nos ama!
    é algo gde e poderoso d+ e o MÍNIMO que podemos fazer é entregar nossas vidas totalmente a Ele!!!

    parabens pelo texto
    Dta
    bjao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s